Questões Gerais

1CVM - Comissão de Valores Mobiliários
É uma entidade autárquica, em regime especial, vinculada ao Ministério da Fazenda, criada pela Lei nº 6.385, de 07 de dezembro de 1976, com a finalidade de disciplinar, fiscalizar e desenvolver o mercado de valores mobiliários.
2IR - Imposto de Renda
É o imposto cobrado pela Receita Federal sobre aplicações financeiras. É cobrado sobre o valor do rendimento da aplicação apenas, e não sobre todo o montante. A alíquota varia de acordo com o prazo da aplicação, segundo a tabela regressiva: 22,5% até 180 dias 20% para 181 a 360 dias 17,5% para 361 a 720 dias 15% para 721 dias ou mais

Renda Fixa

1CDB - Certificado de Depósito Bancário
É um título de captação de recursos emitido pelos bancos, que funciona como um empréstimo que você faz à instituição financeira, recebendo uma remuneração em troca. Ao final da aplicação, o valor investido é acrescido de juros.
No CDB há incidência do Imposto de Renda, de acordo com o tempo investido, pago no resgate da aplicação. Não há taxa de administração. Se o valor ficar aplicado por menos de 30 dias, será cobrado o Imposto sobre Operação Financeira (IOF).
2COE - Certificado de Operações Estruturadas
É um tipo de investimento que combina elementos de Renda Fixa e Renda Variável, com retornos atrelados a ativos e índices, como câmbio, inflação, ações e ativos internacionais. O COE é estruturado com base em cenários de ganhos e perdas, selecionados de acordo com o perfil de cada investidor. É a versão brasileira das Notas Estruturadas, muito populares na Europa e nos Estados Unidos. COE não possui proteção do FGC.
3FGC - Fundo Garantidor de Crédito
O Fundo Garantidor de Créditos é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que administra um mecanismo de proteção aos correntistas, poupadores e investidores, que permite recuperar os depósitos ou créditos mantidos em instituição financeira, em caso de intervenção, de liquidação ou de falência. O limite garantido é de R$ 250.000,00 por instituição e por CPF.
4LC - Letra de Câmbio
A Letra de Câmbio é uma espécie de título de crédito, ou seja, representa uma obrigação pecuniária, sendo desta autônoma.
Funciona basicamente como um CDB, com a diferença de ser emitida por financeiras, e não por bancos.
Na LC há incidência do Imposto de Renda, de acordo com o tempo investido, pago no resgate da aplicação. Se o valor ficar aplicado por menos de 30 dias, será cobrado o Imposto sobre Operação Financeira (IOF).
5LCA - Letra de Crédito do Agronegócio
É um título de crédito emitido por instituições financeiras públicas ou privadas (bancos), com o objetivo de obter recursos para financiar o setor agrícola. Quando você investe em uma LCA, você empresta dinheiro para o agronegócio e recebe em troca, seu dinheiro acrescido de uma taxa de juros. LCA é isenta de IR e tem cobertura do FGC até o limite vigente.
6LCI - Letra de Crédito Imobiliário
É um título de crédito emitido por instituições financeiras públicas ou privadas (bancos), com o objetivo de obter recursos para financiar o setor imobiliário. LCI é lastreado por empréstimos imobiliários. LCI é isenta de IR e tem cobertura do FGC até o limite vigente.
7RDB - Recibo de Depósito Bancário
O RDB, assim como o CDB, é um título de captação de recursos emitido pelos bancos, que funciona como um empréstimo que você faz à instituição financeira, recebendo uma remuneração em troca. Ao final da aplicação, o valor investido é acrescido de juros.
A principal diferença entre o CDB e o RDB, é que o CDB é negociável por meio de transferência, já que se trata de um título. Já o RDB é basicamente inegociável e intransferível.
No RDB há incidência do Imposto de Renda, de acordo com o tempo investido, pago no resgate da aplicação. Não há taxa de administração. Se o valor ficar aplicado por menos de 30 dias, será cobrado o Imposto sobre Operação Financeira (IOF).

Renda Variável

1Ações ON - Ordinárias
Ações que concedem o direito de voto nas assembleias da empresa.
2Ações PN - Preferenciais
Ações que oferecem preferência no recebimento de resultados ou no reembolso do capital em caso de liquidação da companhia. Entretanto, as ações preferenciais não concedem o direito de voto, ou o restringem.
3ETF - Exchange Traded Fund
É fundo negociado em Bolsa que representa uma comunhão de recursos destinados à aplicação em uma carteira de ações que busca retornos que correspondam, de forma geral, à performance, antes de taxas e despesas, de um índice de referência. Como índice de referência do ETF de Ações admite-se qualquer índice de ações reconhecido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
4FII - Fundos de Invetimentos Imobiliários
É uma comunhão de recursos (condomínios de investidores) destinados à aplicação em ativos relacionados ao mercado imobiliário. Cabe ao administrador, uma instituição financeira específica, constituir o fundo e realizar o processo de captação de recursos junto aos investidores através da venda de cotas. O investidor recebe dividendos mensais, similar ao valor de um aluguel.
5IPO - Initial Public Offering
IPO significa a abertura do capital de uma empresa no mercado acionário. Simplificando, é quando a empresa avalia quanto ela vale, divide esse valor em ações e coloca para serem negociadas na bolsa de valores. As regras para o lançamento de um IPO são bastante rigorosas e quando lançadas, geralmente, movimentam bilhões de dólares.